Category : Astrologia Natal

O Signo De Aquário É Mesmo Rebelde?

Uma das coisas que tenho dificuldade em lidar é com os textos prontos sobre posicionamentos astrológicos que encontramos nas livrarias e internet.

É claro que estes foram os meus materiais de estudo no início, como para a grande maioria dos estudantes, pela abundância de livros neste esquema, que encontramos nas livrarias. Mas, sempre acreditei que a falta de capacidade crítica prejudica a análise do mapa, já que somos muito diferentes individualmente, mas os textos modernos não, no colocam em caixinhas.

Um dos problemas que eu tinha, e vejo muitos estudantes também terem, é uma grande dificuldade de entender como o Sol no signo de Aquário era visto como progressista, rebelde, inventivo, e súbito, sendo Aquário um signo fixo. A associação do regente moderno Urano ao contexto do signo, cria uma mistura pronta, tipo bolo de caixinha… Pega algumas características do regente, acrescenta algumas do Sol no signo e voilá, temos uma visão de um aquariano.

E aí está um grande erro. Porque o Sol não diz respeito à personalidade. Neste sentido o ascendente tem muito mais relação à maneira como a pessoa compõe sua personalidade do que o Sol.

Então comecei a estudar Astrologia Clássica e comecei a entender como se compõe a visão planeta – signo.

O primeiro passo é compreender as características do signo, que os livros antigos nos dão em classificações do tipo (metais, órgãos, construções, locais, aparência, etc), e depois compreender as características do planeta a analisar. Aqui sim, temos que criticamente analisar, e conciliar com o tema em questão. Podemos dizer com toda certeza que a Astrologia Clássica nos estimula ao senso crítico e desenvolve nossa capacidade analítica.

Voltando ao Aquário, regido classicamente por Saturno, temos as seguintes associações: signo de ar – quente e úmido, portanto intelectual, masculino – diurno, humano – voltado às relações, vocal, principal domicílio de Saturno, fixo. Quando analisamos um planeta neste signo devemos ter em mente estas considerações, e chegamos a entender que Aquário não pode ser um signo de mudanças bruscas justamente pelo modo de ação fixo, e pela regência de Saturno, que traz estrutura.

Poderíamos concluir de maneira muito simples, que Aquário se refere a um signo de fala, voltado à mente e ideias, à manutenção de pontos de vista, e pensamentos, teimoso, mais progressista de Capricórnio, o outro domicílio de Saturno, porque é masculino, diurno, mas não rebelde. E por aí vai..

O que caracteriza uma pessoa como mais ou menos rebelde, são as considerações sobre o ascendente e Marte, porque Marte rege a ação, não o Sol.

 

O Zodíaco Lunar

Todos nós conhecemos o zodíaco que vai de Áries a Peixes, com o sol iluminando cada uma deles a cada 30 dias. Este é o zodíaco solar, baseado no caminho que o Sol faz pela eclíptica ao longo do ano de 365 dias. A cada mês ele percorre 1/12 de seu caminho em graus.

Porém existe um outro zodíaco baseado na Lua. Sabemos que os dois luminares são de extrema importância na construção e análise de um mapa astrológico. Pois bem, na tradição o zodíaco lunar é visto por muitos astrólogos como muito importante, até mais que o solar para alguns, devido ao fato da Lua estar mais próxima à Terra que o Sol. A passagem da Lua pelas constelações cria um novo zodíaco.

O ciclo lunar é completo em 27, 3 dias, o que é conhecido como mês lunar sideral, e que na astrologia antiga, Chinesa, Indiana, Árabe, e mesmo na Ocidental Clássica, este período é dividido em 28 partes, em 28 mansões, ou moradas. Cada mansão corresponde a 12 graus, 51 minutos e 26 segundos. Em Árabe recebe o nome de Manazil.

As mansões são divididas em quatro grupos de sete intervalos cada um. Semelhantes aos nakshatras da Astrologia Hindu, e aos sieu da astrologia Chinesa, sua posição inicial começa no equinócio vernal (Sol a zero grau de Áries), utilizando o zodíaco tropical ocidental, embora suas posições derivem das siderais anteriores.

A posição da Lua em um determinado mapa, indica a qual mansão ou manazil pertence.

Permaneceremos com um foco ocidental que teve forte influência na Astrologia Árabe. Cada mansão recebe nomes um pouco diferentes de acordo com os autores.

Em termos práticos as Mansões Lunares eram utilizadas no período clássico para confecção de talismãs mágicos, também na Astrologia Horária para responder perguntas, na eletiva como indicadores de momentos favoráveis ou desfavoráveis. Mas vocês deve estar se perguntando: e na Astrologia natal é possível usar? A resposta é sim. As mansões lunares oferecem informações adicionais à leitura para identificação de caráter e personalidades do nativo, e de eventos a se desenrolar ao longo da vida, o que na visão clássica era chamado de destino.

As fontes mais citadas nos estudos ocidentais das Mansões Lunares The Book of Instruction in the Elements of the Art of Astrology de Al-Biruni e o Picatrix.

Na tradução de Al Biruni feita pelo tradutor R. Ramsay Wright são citadas as 28 mansões lunares, relacionadas cada uma a uma estrela, mas não define seus significados. Já no Picatrix, compilação árabe de astrologia e magia, na tradução feita por Christopher Warnock, há outras informações complementares. Alexandre Volguini também trabalho neste tema, Agrippa, entre outros.

Os softwares de Astrologia Clássica nos dão a Mansão Lunar correspondente á um nascimento. Por exemplo o Software Janus (www.astrology-house.com), no mapa tradicional é possível obter esta informação na aba “General”. No site http://www.astrologycircle.com/manazil-lunar-mansions/ é possível calcular, colocando uma data, hora e coordenadas de nascimento.

Abaixo listo informações básicas sobre as Mansões Lunares. Porém, como é um assunto que passou por muitos olhares, vocês podem encontrar outras atribuições de significados a cada uma:


Morada Nome Signo Assuntos favorecidos
1 Alnat Áries Viagem, amor, separação
2 Albocan Áries Riqueza, punição
3 Atorai Touro Viagem por mar, amor
4 Aldebarã Touro Obstáculos, discórdias, separações, inimizades
5 Alcatai Gêmeos Amizade, viagem, habilidade
6 Atana Gêmeos Caça, guerra, castigo
7 Aldiaras Câncer Sorte, sucesso em negócios, proteção de poderosos
8 Amatura Câncer amor, amizade, amarração, viagem por terra
9 Ataris Câncer Perigo, fracasso, discórdia, separação
10 Alzeral Leão Amor, ajuda, proteção, firmeza de construções
11 Azobra Leão sucesso em negócios, libertação, vitória em desafios e disputas
12 azarfa Leão Ajuda a amigos e sofredores, prosperidade
13 Alalma Virgem Negócios, produtividade, proteção, ajuda
14 Azimel Virgem Amor, saúde, viagem por mar, felicidade para amigos
15 Algafia Libra Riqueza, ajuda a amigos, vitória sobre inimigos
16 Alcibene Libra Proteção contra perigos, afastamento de inimigos
17 Alquil Escorpião Sorte, amizade, amor, segurança de construções, viagens
18 Alcas Escorpião Proteção contra inimigos e intrigas; vitória e separação
19 Exaula Sagitário Sorte, vitória, libertação, neutralização de inimigos

 

20 Nahaim Sagitário Cura, libertação, proteção contra inimigos
21 Albelda Capricórnio Proteção de bens, ganhos e imóveis; separação
22 Calbeda Capricórnio Curar doenças,favorecer amizade, afastar inimigos
23 Caldebol Capricórnio Curar doenças, firmar amizade, completar separação
24 Zadobot Aquário Favorecer comércio e amor; vencer inimigos
25 Caldabac Aquário Vitória sobre inimigos, vingança, proteção de mensageiros
26 Algasaldi Peixes Amor, união, proteção contra perigos de todo tipo
27 Alcara Peixes Comércio, produção, saúde, amizade, proteção contra inimigos
28 Anaxe Peixes União, feto, justiça, prosperidade, fartura

 

 

 

 

Classificação Planetária Por Sect Ou Seita

Na Astrologia clássica uma das classificações atribuídas aos planetas, signos e áreas é a de polaridade.

Diurno e noturno são os sects, ou seitas, que moldam a funcionalidade do planeta. Sect ou seita pode ser entendido como divisões, mas também como agrupamentos de interesses afins.

Quanto aos planetas Sol, Júpiter e Saturno são diurnos, e Lua, Vênus e Marte são noturnos. Mercúrio é neutro, funciona bem nos dois sects. Nesta classificação exclui-se os planetas exteriores).

Em relação aos signos, os masculinos também são diurnos: Áries, Gêmeos, Leão, Libra, Sagitário e Aquário; os femininos são noturnos: Touro, Câncer, Virgem, Escorpião, Capricórnio, e Peixes.

O Ponto de partida é identificar o sect (seita) do próprio mapa, para então classificarmos o planeta quanto ao nível de favorecimento ao nativo.

Quando o nascimento se deu depois do Sol nascer e até ele se por, dizemos que o mapa é diurno, e quando ocorre depois que o Sol se põe e até ele nascer novamente, o nascimento é noturno.

O alinhamento de um planeta com sua seita adequada é considerado favorável; ou seja, planetas diurnos são mais benéficos nos sects diurnos e posicionados em signos diurnos. Nesta condição dizemos que está “In Hayz”.

Em um nascimento diurno o Sol se posiciona acima da linha do horizonte, no sect diurno. Nesta condição, Júpiter e Saturno estando neste mesmo sect são mais favoráveis ao nativo, e Lua, Vênus e Marte abaixo da linha do horizonte, devendo levar em consideração as demais análises sobre o planeta (signo, casa, aspectos).

Em um mapa noturno, o Sol se posiciona abaixo da linha do horizonte, então Júpiter e Saturno são mais favoráveis abaixo do horizonte, e Lua, Vênus e Marte acima.

Neste mapa de exemplo, o Sol está posicionado abaixo do horizonte (a linha do ascendente é a linha do horizonte). É um mapa noturno. Pense no gráfico como o céu. O que está acima do horizonte é visível, e o que está abaixo não. Assim, Júpiter e Saturno seriam mais favoráveis neste mesmo sect, e em signo também diurnos (masculinos). Júpiter está abaixo do horizonte, mas em signo feminino (noturno), e Saturno acima do horizonte, sect noturno, e em signo noturno. Ambos não estão In Hayz, o malefício de Saturno pode ser mais percebido pelo nativo, tanto como o benefício de Júpiter pode ser percebido de maneira menos favorável.

Marte está no sect diurno, no mesmo sect que o Sol, e em signo noturno. Também não está In Hayz, e seu malefício pode ser mais intenso. Vênus no sect diurno e em signo diurno, totalmente fora de seu ambiente natural, atribuímos ao termo “Ex Cond” ou contenção.

Em resumo, In Hayz é o termo geralmente aplicado quando a natureza planetária concorda com sua colocação por hemisfério (por si só denominado halb, ‘metade’), e por signo. Em condições totalmente opostas está “Em contenção”.

Aliando estas informações à classificação por dignidades essências e acidentais, temos um panorama bem sólido das condições representadas por um planeta no conjunto de um mapa.

Revolução Solar – Dicas de Análise

Neste vídeo converso sobre algumas dicas para a análise astrológica com a técnica de Revolução Solar.

 

1 2